sexta-feira, 23 de junho de 2017

Presidente do Conselho de Ética do Senado arquiva representação contra Aécio


O presidente do Conselho de Ética do Senado, João Alberto (PMDB), arquivou numa canetada, nesta sexta-feira, 23, a representação que pedia a cassação do mandato do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG).


“O pedido não me convenceu. Não foi suficiente para abrir inquérito contra o senador Aécio. O que fizeram que ele (Aécio) foi uma grande injustiça”, disse João Alberto à Coluna. “Se quiserem continuar, vão ter que recorrer ao plenário”, continuou.
Autores da representação, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e os deputados Alessandro Molon (Rede-RJ) e Ivan Valente (PSOL-SP), terão de recorrer ao plenário caso queiram dar continuidade ao pedido.


O presidente do Conselho de Ética do Senado, João Alberto (PMDB), arquivou numa canetada, nesta sexta-feira, 23, a representação que pedia a cassação do mandato do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG).

“O pedido não me convenceu. Não foi suficiente para abrir inquérito contra o senador Aécio. O que fizeram que ele (Aécio) foi uma grande injustiça”, disse João Alberto à Coluna. “Se quiserem continuar, vão ter que recorrer ao plenário”, continuou.
Autores da representação, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e os deputados Alessandro Molon (Rede-RJ) e Ivan Valente (PSOL-SP), terão de recorrer ao plenário caso queiram dar continuidade ao pedido.

FHC diz que Doria mexe bem no celular, mas que não viu mudanças em São Paulo

Resultado de imagem para Doria x FHC

Revista Fórum - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) ironizou, na manhã desta sexta-feira (23), seu correligionário e prefeito da capital paulista, João Doria (PSDB), ao dizer que não viu mudanças em São Paulo mas que “mexer no celular” é algo que o ex-apresentador de TV sabe fazer muito bem, fazendo referência às constantes inserções nas redes sociais feitas pelo prefeito tucano.


“Isto aqui [celular] está no meu bolso, não na minha alma. O mundo hoje tem isso aqui na alma. O prefeito de São Paulo está fazendo algum sucesso porque ele manipula isso aqui o dia inteiro. Ele mudou alguma coisa? Eu ainda não vi. Mas [mexer] aqui ele sabe”, afirmou.


A fala se deu em uma palestra a empresários do setor médico em um hotel da zona sul de São Paulo. No mesmo evento, FHC disse que o Brasil precisa de um político de centro, progressista, “mais Macron” – em referência ao presidente francês – e defendeu que Michel Temer antecipe a convocação de eleições diretas para presidente.

Seguidores divulgam falsa pesquisa sobre Bolsonaro ser o político mais honesto do mundo


Notícia Falsa – Bolsonaro é eleito o político mais honesto do mundo pela pesquisa da Fundação Transparência Política Internacional, ficando na frente de Barack Obama (EUA), François Hollande (França), Maurício Macri (Argentina), Theresa May (Reino Unido).


A notícia que tem sido amplamente comemorada e compartilhada pelos fãs de Jair Bolsonaro, surgiu na web em meados de Outubro de 2016 e voltou a circular no dia 07/03/2017 com a republicação da matéria no site Folha Brasil (o mesmo que publicou a notícia em 2016).

De acordo com a Folha Brasil, a pesquisa teria sido realizada entre os meses de julho a setembro de 2016 e avaliou a percepção do eleitorado sobre os representantes eleitos nos países que compõem o G20 (grupo dos 20 países mais desenvolvidos economicamente).


Bolsonaro foi eleito o político mais honesto do mundo?

Verificação dos Fatos – De acordo com a “notícia” da Folha Brasil, a pesquisa foi encomendada pela Fundação Transparência Política Internacional, acontece que não existe nenhuma fundação com esse nome. As fundações que existem são a Transparency International e a Transparência Brasil e nenhuma delas publicou nada a respeito de tais pesquisas.

O método da pesquisa – A Folha Brasil diz que o método foi simples. Em cada país pesquisado era feita a pergunta sobre qual o político mais honesto do seu pais na concepção do respondente.

No Brasil, a pesquisa teria sido feita com três mil eleitores com idades entre 16 e 56 anos nas cinco regiões brasileiras. Na pesquisa, cada entrevistado respondia a uma pergunta aberta: “Em sua avaliação, qual o político brasileiro mais honesto da atualidade?”.

Pois bem, ainda de acordo com a Folha Brasil, para 68,3% dos brasileiros o deputado federal Jair Messias Bolsonaro é o político mais íntegro da atualidade. Nos seus respectivos países o resultado foi o seguinte: Obama teve 52,3% de votos, François Hollande 49,8%, Maurício Macri 41,9%, Theresa May 38,4%.

Ora, mesmo a pesquisa sendo falsa, pois não existe nenhuma Fundação Transparência Política Internacional, como o Bolsonaro pode ter sido escolhido como o político mais honesto do mundo se não houve uma concorrência direta e só teve, além do Brasil, mais 5 países pesquisados?

Nem mesmo Bolsonaro fez qualquer referência a essa pesquisa. Para justificar esse silêncio, a Folha Brasil postou uma suposta entrevista com Bolsonaro esclarecendo os motivos – Leia abaixo na íntegra como foi publicado na Folha Brasil:

Perguntado pela reportagem da FOLHA sobre a razão de não ter feito nenhuma postagem em suas redes sociais sobre o título de político mais honesto do mundo, o deputado federal Jair Bolsonaro surpreendeu ao dizer que “não fiz postagem porque este título não tem a menor importância pra mim. Ser honesto não é nenhum favor que eu faço pra ninguém. Ser honesto é o dever que minha consciência me obriga”.(sic)

Interessante como “malandramente” a Folha Brasil se refere a si mesmo como FOLHA, tentando se fazer passar ou fazer acreditar que se trata da Folha de São Paulo, comumente conhecida como FOLHA. Aliás, quando os orgulhosos eleitores de Bolsonaro compartilham essa mentira, eles citam como fonte a FOLHA para dar um ar de credibilidade á patacoada.

O site Folha Brasil é um site de notícias falsas da mesma rede do Pensa Brasil, que ganha milhares de reais com matérias falsas, boatos e mentiras. Já teve diversas postagens desmentidas aqui no Verdade Absoluta como: Deputado do PT quer caçar medalhas dos atletas que bateram continência no pódio e mulher foi estuprada por 54 manifestantes pró Dilma.

Conclusão: A notícia de que Bolsonaro foi escolhido o político mais honesto do mundo é falsa, criada por um site que enriquece graças as mentiras amplamente compartilhada nas redes por pessoas desatentas.

E não me venham com chorumelas!

Cunha diz que delação de Funaro levará Geddel e Moreira à prisão


247 – O ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) afirmou à Polícia Federal que uma eventual delação premiada de Lúcio Funaro levaria à prisão dois dos principais aliados de Michel Temer: Geddel Vieira Lima e Moreira Franco.




A revelação foi feita em um depoimento à PF na semana passada, segundo informações da Coluna do Estadão. Funaro é acusado de ser operador de propinas de Cunha e está preso no âmbito da Lava Jato.

Funaro negocia delação premiada com os investigadores da Lava Jato e promete entregar inclusive Michel Temer. Em dois depoimentos à PF, Funaro contou e entregou provas de que foi pressionado por Geddel Vieira Lima, em nome de Temer, para que não firmasse o acordo de delação premiada. Sua mulher recebeu 12 ligações em oito dias de "Carainho", como Geddel era chamado em sua lista de contatos.


Segundo Lúcio Funaro, Geddel recebeu R$ 20 milhões em propina para ajudar na liberação de crédito para empresas da holding J&F. Ele diz ainda ter pago comissão para Moreira Franco, atual ministro da Secretaria-Geral da Presidência e outro braço direito de Temer, relacionados à recursos do FI-FGTS.

Rocha Loures viajou em voo da FAB com Kassab quando pegou mala de 500 mil


Reportagem do jornal O Globo de hoje informa que o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) que está preso usou um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para viajar de Brasília a São Paulo no dia em que foi pegar a mala de dinheiro entregue pela JBS. O voo teria sido solicitado pelos ministros Gilberto Kassab (Comunicações) e Ronaldo Nogueira (Trabalho).


Loures ainda teria usado recursos da Câmara para comprar três passagens entre Brasília e São Paulo na véspera de quando foi gravado recebendo o dinheiro.

O registro da FAB, segundo O Globo, aponta que que o voo saiu de Brasília às 19h e chegou em São Paulo às 20h55. A despeito da coincidência e do absurdo da situação, o ministro Kassab considera o assunto como algo natural. E não demonstrou indignação com o fato.


Em nota, disse que é comum parlamentares usarem aviões da FAB: “Na data mencionada, o ministro Kassab deslocou-se a São Paulo como mencionado, para cumprimento de agenda da pasta. Utilizou voo da FAB, compartilhado com o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. É prática comum que parlamentares usem também aeronaves da FAB para deslocamento, quando disponíveis, pedindo assento nos voos, não havendo qualquer impedimento legal neste procedimento”.

A Globo mete a mão no dinheiro público até pela Rouanet

maxresdefault

Por Paulo Nogueira - Um ministro de Geisel uma vez disse o seguinte num despacho para seu chefe: “Os jornais não vivem e nem sobrevivem sem o governo”. Isto, segundo ele, era uma arma poderosíssima que a administração Geisel devia usar em sua relação com a imprensa.


Roberto Marinho, disse ainda o ministro, era mestre em pedir “favores especiais” a Geisel por conta do apoio que dava à ditadura.

Tudo isso está no livro Dossiê Geisel, feito com base em documentos pessoais de Geisel doados à Fundação Getúlio Vargas.


Lembrei dessas coisas todas ao ver a lista dos maiores beneficiários da Lei Rouanet em 2015. Ali não estavam os artistas sempre acusados pelos analfabetos de mamar na Rouanet, como Chico e Zé de Abreu.

Mas a Globo estava, pela Fundação Roberto Marinho.

Abaixo, a lista de quem foi mais favorecido pela Rouanet:


Mais que uma empresa, a Globo é uma máquina de meter a mão no dinheiro dos contribuintes. Este é sem dúvida seu maior talento. Às fórmulas clássicas — publicidade oficial, financiamentos de bancos como BNDES, vendas de livros e assinaturas de jornais e revistas — a Globo acrescentou novidades, nos últimos anos, como a sonegação de impostos.

E até a Rouanet passou a ser utilizada para transferir recursos do pobre contribuinte brasileiro para os Marinhos.

Não foi dito que projetos da Fundação RM foram financiados pela Rouanet. Mas a pergunta é inevitável: a Globo precisa de mais esta mamata? A família mais rica do Brasil não pode abdicar da Rouanet para que sobre dinheiro para artistas que não tenham a fortuna dos Marinhos?

É sempre assim.

Na era FHC, uma gráfica nova — e ruinosa — da Globo foi bancada pelos contribuintes, pelo BNDES. Não foi um empréstimo: foi uma cusparada na sociedade, autorizada por FHC. Imagine se o Banco da Inglaterra enchesse de dinheiro Murdoch de libras para uma nova gráfica? Thatcher sairia do túmulo.

A inépcia gerencial da Globo — mesmo com tantos privilégios esteve várias vezes insolvente — se explica na voracidade com que se atira a recursos públicos. Você não pode ser bom em tudo. E se você desenvolve excelência em mamar dinheiro público provavelmente não terá tempo para se aprimorar em outras coisas.

E então você vai atrás de cada real público que esteja a seu alcance. Por exemplo, os reais da Rouanet.

Justiça já gastou 150 milhões para tentar provar que triplex é de Lula, daria pra comprar 50 triplex


Para chegar a esse montante, um internauta usou como base os salários das quase 300 pessoas envolvidas na investigação conduzida por Moro e que até hoje não apresentou sequer uma prova de que o famoso triplex no Guarujá era do ex-presidente; para efeito de comparação, o triplex que Moro alega ser de Lula custa R$ 3,2 milhões


Da Revista Fórum: Em 3 anos, estima-se que a Justiça do Paraná, atuando pela operação Lava Jato, tenha gasto cerca e R$156 milhões para tentar provar que um triplex na cidade de Guarujá, em São Paulo, pertence ao ex-presidente Lula. A conta é do internauta Eduardo Rodrigues Chaves. Confira seu raciocínio:

São quase 300 pessoas trabalhando para provar que o triplex é do Lula.


Os vencimentos de juiz e procurador está na faixa de 40 mil reais e um custo para a administração de 80 mil. São quase 20 procuradores e juízes auxiliares. 
Custo: 1 milhão e 600 mil por mês. 

300 funcionários a 15 mil reais. 4,5 milhões. 
Total= DOIS TRIPLEX POR MÊS. 
3 anos de investigação: 156 milhões para provar que o triplex de milhões é do Lula

A investigação de supostos R$156 milhões (se não isso, ao menos uns bons milhões) aponta que o apartamento teria sido uma propina da construtora OAS dada ao petista em troca de contratos firmados em obras com a Petrobras.

Toda a apuração, conduzida pelo juiz Sérgio Moro, não apresentou até hoje sequer uma evidência concreta sequer que prove que o apartamento é do ex-presidente e se pautou, até então, em boatos de vizinhança, documentos não assinados e delações premiadas de executivos e políticos presos.

A defesa de Lula, por sua vez, apresentou nesta semana as alegações finais do processo em que trás um documento que, segundo os advogados, prova de forma irrefutável que o imóvel não pertencia ao ex-presidente, já que se trata de uma comprovação que um fundo da Caixa Econômica Federal obteve, da OAS, 100% dos direitos do apartamento em 2010.